Atividades Semanais

Seminário de Leitura de Lacan

Em prosseguimento ao trabalho, no próximo encontro leremos juntos a Tese II do “Agressividade em psicanálise”, de Lacan. Tese que enuncia: A agressividade, na experiência, nos é dada como intenção de agressão e como imagem de desmembramento corporal, e é nessas modalidades que se demonstra eficiente.[i]

Há uma incidência da intenção agressiva na clínica porque, antes, ela incide como “ação formadora” a partir das relações de dependência no meio onde ela opera. E assim, da mesma forma, a intenção agressiva fará presença na análise. Para que seja eficaz na formação de uma criança basta que a intenção agressiva se expresse, mesmo que não chegue necessariamente às vias de fato; basta que ela seja uma imagem presente (no discurso, diremos mais tarde).

As imagens infantis são “matrizes” – como já vimos no texto do “Estádio do espelho”, e como tal são atualizadas na transferência incidindo sobre a vida pulsional. O “corpo despedaçado” – a expressão foi cunhada por Lacan – é uma ‘imago’, ou, como vimos, é um imprinting, uma marca cravada a partir da espécie e subvertida pela linguagem.

Quando e como se manifestam na análise? O que se joga entre eficiência e eficácia talvez possa nos orientar na discussão sobre os desvios pseudocientíficos da clínica.

Coordenação:
Elisa Arreguy
Joaquim Lavarini
Mônica Brandão

Dia: 23 de maio, quinta-feira
Horário: 20.30hs
Local: Aleph – Escola de Psicanálise

[i] Lacan. Escritos. P. 106