Atividades

Abordagem Topológica da Presença do Analista

A ética psicanalítica exige um dizer que se constrói a partir do Real da estrutura de linguagem, intraduzível. A presença do analista é indispensável nessa construção assim como um trabalho de teorização sobre ela. Lacan deu um passo importante quando se dedicou à formalização do discurso analítico através da topologia do nó borromeano. A escrita do nó, seus entrecruzamentos e buracos, ensina-nos sobre o buraco, sobre a ex-istência e sobre a consistência.

Nossa proposta visa seguir, não sem a experiência clínica de cada um, os pedaços de Real que compõem a estruturação nodal da consistência, definida como Nome-do-Pai.

Frequência: mensal, às terças-feiras
Horário: 20:30
Local: Aleph – Escola de Psicanálise
Datas: 19 mar; 23 abr; 21 maio; 25 jun; 20 ago; 24 set; 22 out; 26 nov.

 

COORDENAÇÃO
Arlete Campolina