Atividades

Semincina?

“O sint(h)oma é real, é mesmo a única coisa verdadeiramente real […]
é bem por isso
que o psicanalista pode, se ele tem chance,
intervir simbolicamente para dissolvê-lo no real.”
(LACAN-1977)

 

Em 2021, prosseguiremos nas leituras dos seminários de Lacan, especialmente a partir do XXII, R.S.I., em que ele se dedicou mais especialmente às formalizações da escritura da estrutura subjetiva pela topologia nodal, conjugando-a com a topologia de superfícies, sobretudo no seminário XXIV. Essa conjugação nos conduz a percorrer novos estudos, a fazer novas elaborações e experiências, tendo sempre a clínica como norte.

Na epígrafe, grafamos a palavra sint(h)oma dessa forma, exatamente por depararmos com diferentes versões de estabelecimentos do seminário L’insu que sait de l’une bévue s’aile à mourre, algumas grafadas como symptôme, e outras como sinthome. Menos que um problema de transcrição, as versões incitam-nos ao retorno aos estudos do nó borromeano de três e seus campos de ex-sistência. Além dessa questão, propomos retornarmos à proposta de Lacan de apresentar os nós em toros e verificarmos quais as consequências e possibilidades que se abrem para nossos estudos.

A partir da interlocução com os colegas, ao sustentar a pergunta “semincina?” prosseguimos com a não orientabilidade e não linearidade do nosso trabalho.

Em tempos de estudos on-line, criaremos alguma possibilidade para o espaço da oficina, ressaltando que
esta mantém seu valor na medida em que nos orienta em nosso trabalho de leitores da escrita da estrutura.

Em 2021, em alguns encontros, contaremos com a presença de colegas que apresentarão seus estudos e elaborações.

A bibliografia será divulgada para os inscritos em Semincina?

Nota: Se houver interesse em participar dessa atividade, favor enviar uma mensagem para:
aleph.psicanalise@terra.com.br ou semincina@aleph.psc.br.

Horário: das 17h30 às 19h.

Datas: 23 abr., 28 maio, 27 ago., 24 set.

Coordenação
Maria Augusta Friche