Atividades

Seminário Psicanálise e Política – conversa com-texto

Neste ano de 2022 retomaremos este seminário, que se deseja um espaço de discussão e estudo que tem um alvo que se desdobra; por um lado (1) estudar e desenvolver a leitura, lógica, que a psicanálise nos proporciona sobre o Discurso do Capitalista, e, com esse ferramental, (2) fazer a análise da Política – em sentido amplo – em nosso momento.

De nossas discussões e análises preliminares saltam questões instigantes e angustiantes sobre o discurso dominante, tais como, dentre outras: a crescente medicalização da vida a partir do avanço das grandes indústrias de medicamento; o horror dos sistemas carcerários que são o produto final de uma certa concepção de segurança; a questão da imprensa e da desinformação programada; a ascensão, em todo mundo, de grupos identitários instrumentalizados por partidos de ultradireita com franco pendor para o fascismo.

Ora, a questão do fascismo deve merecer de nossa parte uma atenção especial. Se filósofos e sociólogos já se debruçaram sobre esse fenômeno que, como diz Berthold Brecht, qual uma cadela no cio, está sempre à espreita, uma abordagem a partir da estrutura dos discursos, tal como propõe a psicanálise, poderia trazer alguma contribuição ao debate e ao “tratamento” a ser dado a isso.

Nesse sentido, e no coração desse fenômeno nefasto, ressurge a questão da crença. Como os psicanalistas podem contribuir para o entendimento da questão da união entre igrejas evangélicas e
o pensamento autoritário e mesmo fanático? O fascismo seria uma posição subjetiva?

A partir dessas questões e entendendo que um seminário pode e deve ser “semente”, que não pode ser portanto obra de um só, alguns já se prontificaram a começar.Os encontros serão abertos (por ora ainda em formato on-line) e as datas e temas específicos serão oportunamente divulgados nas chamadas.

Para se inscrever deve-se entrar em contato com nossa secretária Rute, no Aleph, 3281-9605.

Coordenação: elisa arreguy maia